Quinta, 13 Setembro 2018 16:44

TRINDADE: FINANÇAS presta contas. Tecnocracia garantiu moralidade fiscal e avanço expressivo de receita

O prefeito de Trindade Jânio Darrot (PSDB) credita muito o seu acerto na gestão da Secretaria de Finanças ao confiar para o posto de secretário, o administrador e especialista em gestão de patrimônio, Wagner Alves. Em dia de prestação de contas para populares, colaboradores e autoridades da cidade, Wagner agradeceu Jânio pela confiança e valorizou o sincronismo e o esforço de toda a sua equipe, bem como as parcerias com outras áreas da gestão.

Especial para o Jornal Opção

Tecnocracia, é o sistema de organização política e social fundado na supremacia dos técnicos. Já em nossa época, os administradores do executivo, que encontraram a sua síntese na chamada "tecnocracia", procuram substituir os políticos no domínio da gestão financeira, com a reiterada invocação da "racionalidade" e, sobretudo, da "eficiência".

A gestão pública se encontra, atualmente, diante da necessidade de acompanhar a evolução tecnológica e com isto, as exigências de uma população cada vez mais informada, engajada. Além disso, enfrenta outros grandes desafios, como: crescente pressão sobre recursos, necessidade de alternativas viáveis de investimento, manutenção dos serviços essenciais à população e a promoção do crescimento do município de forma racional e eficaz.

O atual governo de Trindade, faz-se exemplo financeiro, por expandir todos os índices de receitas e aproveitamento de capital. Com isto, proporcionando a maior e mais competente prestação de serviços e realização de obras em toda a história do município.

E não herdou, encontrou nada organizado. No início de 2013, quando assumiram, a Prefeitura de Trindade estava toda negativada, devendo muito, salários atrasados, nada funcionava em Saúde, sem profissionais, unidades sucateadas; na Educação, escolas precárias, professores desmotivados, recebendo abaixo do piso; em infraestrutura, vias esburacadas, 25 bairros tradicionais sem pavimentação, enfim, um péssimo cenário em todas as áreas.

Em apenas seis anos, colhendo os resultados da competência, da seriedade, da honestidade, do comprometimento no controle e incremento do erário de Trindade, a situação é absolutamente diferente e o município está enquadrado como referência em gestão pública no cenário estadual e nacional.

Em sua prestação de contas, Wagner apresentou organogramas das superintendências; enalteceu o trabalho do setor de captação de verbas através de emendas e convênios com a União e com o Estado; agradeceu o apoio do Legislativo trindadense que estava representado na oportunidade por vários vereadores e pelo presidente da Câmara, vereador Hélio Braz (PSDB). “A Câmara Municipal esteve firme, votando por Trindade, apoiando decisões corajosas como a atualização da planta de valores dos imóveis, 15 anos defasada”, declarou Wagner.

Wagner pediu palmas para a regularização e sustentação positivada do CAUC, sistema que reúne informações do município sobre o cumprimento de requisitos fiscais necessários à transferência de recursos federais. “Sem o CAUC não teríamos conseguido firmar os convênios que nos proporcionaram, proporciona expressivos recursos”.

E de forma eloquente, o administrador foi merecedor de fortes aplausos ao declarar que mesmo atravessando uma das maiores crises financeiras da história do Brasil, Trindade saiu de um faturamento anual de 125 milhões, em 2013, para previstos 209 milhões de reais, em 2018.

Imprensa – Prefeitura de Trindade
Fábio PH – Foto de Jaqueline Costa

© 2018 - Prefeitura Municipal de Trindade - GO - Todos os direitos reservados.